Usina da Mídia
CENSO RURAL DE MOSSORÓ VISITOU MAIS DE CINCO MIL FAMÍLIAS DE 61 COMUNIDADES
Foto: Wilson Moreno/PMM/Arquivo

POR: EDINALDO MORENO

Levantamento mais recente da Secretaria Municipal de Agricultura e Desenvolvimento Rural (SEADRU) mostra que mais de cinco mil famílias de 61 comunidades rurais de Mossoró já receberam os questionários simples e complexo do censo rural que está sendo realizado pela Prefeitura de Mossoró, através da SEADRU, desde meados do mês de julho deste ano.

De acordo com a pasta municipal, receberam os documentos 5.257 famílias. Foram entregues 4.205 questionários e 1.051 completos. A Secretaria estima que quase 19 mil pessoas foram atingidas pelo censo rural até o momento.

Entregamos mais de mil questionários completos e cerca de quatro mil e duzentos simples, o que dá pouco mais de cinco mil e duzentas famílias que já receberam direta e indiretamente nosso questionário. Até hoje, já visitamos 61 comunidades das 117 localidades cadastradas para receber o questionário. Nessa semana vamos visitar Terra Nossa e Curral de Baixo, explicou Ney Maranhão, responsável pela equipe de visitadores.

O questionário completo é entregue a 20% da população de todas as comunidades. Já o simples será para 100% da população rural. As famílias terão 90 dias para entregar o documento, a contar da data da visita e entrega do documento.

A equipe de visitadores da Secretaria de Agricultura já passou pelas comunidades de Recanto da Esperança, Senegal, Oiticica, Passagem de Pedra, Jurema Seca, Estreito, Carmo, Melancias, Picada I, Picada II, Macambira, Bom Destino, Passagem do Rio, Camurupim I, Camurupim II, Córrego Mossoró, Bela Vista, Assentamento Favela, Independência, Pedra Branca, Cabelo de Nego, Morada Nova/Barro Branco, Alagoinha, Hipólito I, Hipólito II, Espinheirinho, Novo Espinheirinho, Baixa Verde, Jucuri, Paulo Freire (Maísa), Vingt Rosado, Solidão, Montana, Coqueiro, Boa Fé, Barreira Vermelha, Santa Rita de Cássia, Guarajás, Real, Guarajás (BR-110), São Romão, Barrinha, Chafariz, APAMA, Oziel Alves, Bom Jesus, Ingás, Sussuarana, PA Sussuarana, Nova União (Poço 10), Pomar, Riachinho, Piquiri, São João da Várzea, Olho D’Água Velho, Rincão, Lagoa do Xavier, Serra Mossoró, Panela do Amaro, Fazenda Nova e Cheiro da Terra.

O censo rural entra em sua 13ª semana de atividades. A primeira semana, que iniciou no dia 12 de julho, teve aplicação de 776 questionários. A segunda semana aplicou 277. Já na terceira semana foram aplicados 276. Na semana seguinte (4ª semana) houve a aplicação de 694 questionários. Na quinta semana foram aplicados 409 questionários. Na sexta, foram 433 questionários aplicados. A sétima semana teve 1.154 questionários aplicados e a oitava teve 40 famílias que receberam os questionários.

A nona semana de atividades do censo rural entregou 289 questionários, entre simples e completo. Já a 10ª teve 460 documentos entregues. A 11ª semana atendeu 168 famílias e a 12ª teve 281 questionários entregues.

A Secretaria de Agricultura explica que o censo rural consiste na formação de um banco de dados dos produtores e moradores das mais de 110 localidades rurais cadastradas. A medida faz parte das ações que serão desenvolvidas pelo programa Mossoró Rural.

A iniciativa da Prefeitura de Mossoró, através da Secretaria de Agricultura, tem o incentivo do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte (Sebrae/RN), Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), Banco do Nordeste (BNB) e Projeto Sabiá.

APESAR DE CONVERSA “SINCERA E CORDIAL” COM AGRIPINO, É MÍNIMA A CHANCE DE GIRÃO FICAR NO UNIÃO BRASIL
Deputado General Girão (PSL-RN) – Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Com a fusão entre PSL e DEM bem encaminhada e a iminente oficialização do União Brasil, sigla que nasce do acordo entre os partidos, o deputado federal General Girão, principal nome do PSL no Rio Grande do Norte hoje, e que já demonstrou interesse em não participar dos quadros da nova sigla, deve seguir o presidente da República Jair Bolsonaro, que está sem partido desde que deixou o PSL em novembro de 2019, mas precisa definir uma nova agremiação para disputar a reeleição no próximo ano.

Antes de oficializar sua decisão, o parlamentar potiguar se reuniu com o ex-senador José Agripino (DEM), eleito como um dos vice-presidentes nacionais do União Brasil, e que deve comandar o partido no RN.

A conversa entre os políticos potiguares foi divulgada pelo ex-senador em conversa com o NOVO. Na matéria “No RN: UNIÃO contra o PT“, Agripino classifica o encontro como “cavalheiro e republicano”, e mostra que além das divergências, o UNIÃO e o deputado General Girão têm sim um ponto em comum: A LUTA LOCAL CONTRA O PT.

a conversa com o ex-senador José Agripino foi sincera e cordial.

Apesar do clima amistoso entre os dois, a possibilidade de Girão deixar mesmo o partido é muito grande. Desde as conversas iniciais entre os líderes de DEM e PSL, que se levanta a possibilidade de que o posicionamento do novo partido deve ser de centro, podendo caminhar em busca de uma terceira via, que pretende tirar o poder das mãos de Bolsonaro sem devolvê-lo ao PT de Lula. Isso é fato determinante para reduzir à zero as possibilidades de permanência do General Girão no União Brasil, dado que ele quer estar onde o presidente Jair Bolsonaro tenha apoio.

Eu estarei no partido onde, a princípio, o presidente Bolsonaro for se filiar. Caso haja algum tipo de problema nesse partido que possa atrapalhar a nossa possibilidade de reeleição, eu estarei no partido que for base de apoio ao Governo Federal, ao presidente Bolsonaro“, diz o deputado federal General Girão.

A condição de o partido ser apoiador do presidente Jair Bolsonaro é tão relevante para o parlamentar potiguar, que o União Brasil, que o próprio Girão disse em outra oportunidade não permanecer, poderia até continuar sendo a sua casa, na possibilidade de a nova sigla resolver participar da base aliada do presidente.

Se o União Brasil ficar como base de apoio do presidente Bolsonaro, e eu conseguir me entender com o União Brasil nacionalmente e regionalmente, talvez eu até fique no partido. Então, a condição ‘sine qua non’ da minha permanência no partido criado agora, é exatamente essa daí“, declara General Girão, que adiantou que pretende ter outra reunião com um líder do chamado mega partido, para definir o futuro em breve:

essa é uma conversa que eu espero ter com o presidente nacional – do PSL e do UNIÃO -, o deputado Luciano Bivar, concluiu General Girão.