PGR PEDE QUE INQUÉRITO CONTRA FÁBIO FARIA SEJA RETOMADO NA JUSTIÇA ELEITORAL

A PGR pediu que seja reaberto na Justiça Eleitoral um inquérito que investigou o ministro das Comunicações, Fábio Faria, pelo suposto recebimento de propina da Odebrecht em 2010.

O vice-PGR, Humberto Jacques de Medeiros, enviou uma manifestação à ministra do STF Rosa Weber, relatora do caso, afirmando que “novos elementos” justificam que o caso seja reanalisado.

Em laudo da PF feito com base em sistemas de contabilidade paralela da Odebrecht, que só ficou pronto depois que o inquérito contra Faria foi arquivado, foram encontradas menções a pagamentos que teriam beneficiado o grupo político do ex-deputado e endereços que podem estar ligados a ele.

O vice-PGR, Humberto Jacques de Medeiros, enviou uma manifestação à ministra do STF Rosa Weber, relatora do caso, afirmando que “novos elementos” justificam que o caso seja reanalisado.

Em laudo da PF feito com base em sistemas de contabilidade paralela da Odebrecht, que só ficou pronto depois que o inquérito contra Faria foi arquivado, foram encontradas menções a pagamentos que teriam beneficiado o grupo político do ex-deputado e endereços que podem estar ligados a ele.

Segundo o levantamento, Faria já teve os apelidos “Garanhão” e “Bonitinho“.

O vice-procurador defende que o caso seja encaminhado para a Justiça Eleitoral do Rio Grande do Norte.

FONTE: O Antagonista